1974 –

Biografia

Antonio foi criado à beira-mar em Manzanilla. Como ele vai te contar, o mar é uma parte essencial dele, algo muito pessoal. As suas pinturas e desenhos do mar são produtos da “paisagem como pensamento”. Ele pensa primeiro na imagem que deseja criar e, em seguida, localiza um lugar com características semelhantes e usa a fotografia como estudo de sua arte. A obra de Antonio Espinosa se move em duas linhas principais. Uma linha é dedicada a paisagens monocromáticas com impacto crítico em questões marinhas, e trata o mar como uma fronteira real ou virtual de sua ilha natal sendo cercada pelo mar e isolando suas fronteiras. É uma paisagem íntima sonhada e recriada pelo próprio artista a partir de suas visões e reconstruções de imagens que remetem a locais enganosamente reconhecíveis. O outro aspecto de sua obra se dá dentro de uma crítica da arte social por meio da análise da história e de seus vários aspectos. Ele se interessou por escultura, instalação, aquarela e fotografia, além de uma série de cercas que evoluiu para uma iconografia reconhecível associada a heróis revolucionários cubanos e com a palavra como um importante elemento interpretativo. Fonte discoveriesinart.com

Luis Antonio Espinosa Fruto
Luis Antonio Espinosa Fruto
En la ensenada - acrílica sobre tela - medindo 120x150cm.- assinado e datado 2001 no canto inferior esquerdo.
Luis Antonio Espinosa Fruto
Luis Antonio Espinosa Fruto
Reflejo - acrílica sobre tela - medindo 95x130cm.- assinado e datado 2001 no canto inferior esquerdo.