1961 –

Biografia

Luiz Carlos Cintra Gordinho Carvalhosa (São Paulo, São Paulo, 1961). Pintor, gravador. Estuda na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP), de 1980 a 1984. Faz o curso de gravura em metal no ateliê de Sérgio Fingermann (1953), entre 1980 e 1982. Na década de 1980, integra o grupo Casa 7, com Rodrigo Andrade (1962), Fábio Miguez (1962), Nuno Ramos (1960) e Paulo Monteiro (1961) e, como eles, produz pinturas de grandes dimensões, com ênfase no gesto pictórico. No fim dos anos 1980, realiza quadros com cera pura ou misturada a pigmentos. Posteriormente passa a realizar esculturas com materiais diversos e predominantemente de aparência orgânica e maleável. Em 1989, recebe bolsa do Deutscher Akademischer Austauch Dienst (DAAD) [Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico], e permanece em Colônia, Alemanha, até 1992. Em meados da década de 1990, realiza as “ceras perdidas” e esculturas de porcelana, explorando as propriedades estéticas dos materiais. Em 2000, é publicado o livro Carlito Carvalhosa, pela editora Cosac & Naify, com textos de Rodrigo Naves, Alberto Tassinari e Lorenzo Mammì.Carvalhosa participou da 18ª Bienal Internacional de Arte de São Paulo, em 1985, da Bienal de Havana, em 1986 e 2012, e da Bienal do Mercosul, em 2001 e 2009. Teve exposições individuais no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, em 2013, e no Museu de Arte Moderna de Nova York, em 2011. Fontes: enciclopédia itaucultural e Wikipedia

Carlito Carvalhosa
Carlito Carvalhosa
Sem título - pintura sobre espelho lâminado - medindo 180x90cm.- assinado e datado 2007 no verso.