1907 – 1988

Biografia

Clóvis Graciano nasceu em 1907, em Araras, no interior de São Paulo. Mudou-se para a cidade de São Paulo em 1934. Até então praticava desenho como autodidata. Após contato com o pintor Candido Portinari, passou a frequentar o ateliê de Waldemar da Costa, cursando desenho na Escola Paulista de Belas Artes. Em 1937, instalou-se no Palacete Santa Helena integrando o Grupo Santa Helena, com Francisco Rebolo, Mario Zanini e Bonadei, entre outros. Membro da Família Artística Paulista, em 1939 foi eleito presidente do grupo. Participou regularmente dos Salões do Sindicato dos Artistas Plásticos. Em 1941, realizou sua primeira exposição individual. Em 1949, viajou para a Europa com o prêmio obtido no Salão Nacional de Belas Artes. Em Paris, estudou pintura mural e gravura. Dedicou-se à pintura mural a partir dos anos 50. Fez também ilustrações de obras literárias, como o livro Cancioneiro da Bahia, de Dorival Caymmi (editora Martins). Realizou cenários e figurinos para espetáculos de teatro e dança. Na década de 70, assumiu o cargo de diretor da Pinacoteca do Estado de São Paulo e a função de adido cultural em Paris. Em 1987, ilustrou o romance – Terras do Sem Fim, de Jorge Amado (editora Record).

Clóvis Graciano
Clóvis Graciano
Figuras - óleo sobre madeira - medindo 30x45cm.- assinado e datado no canto inferior esquerdo.
Clóvis Graciano
Clóvis Graciano
Figuras - óleo sobre madeira - medindo 30x45cm.- assinado e datado no canto inferior direito.
Clóvis Graciano
Clóvis Graciano
Figuras - óleo sobre tela - medindo 45x33cm.- assinado e datado 73 no canto inferior direito.
Clóvis Graciano
Clóvis Graciano
Dois meninos - óleo sobre tela - medindo 41x27cm.- assinado e datado 70 no canto inferior esquerdo.
Clóvis Graciano
Clóvis Graciano
Figura dançando - guache - medindo 28x22cm.- assinado e datado Paris no canto inferior direito. (Com dedicatória para Edgar).
Clóvis Graciano
Clóvis Graciano
Moça com balão - óleo sobre tela - medindo 41x27cm.- assinado e datado 76 no canto inferior esquerdo.